BMW lança F 700 GS 2013 na Europa

7
369

Uma moto chamada de 700 mas com praticamente 800 cilindradas. A F 700 GS 2013 é o próximo lançamento mundial da BMW. Ela ganhou um novo visual (em relação ao modelo 2012), duplo disco no freio dianteiro e ABS de série. A moto, ainda sem preço sugerido, começa a ser fabricada em agosto e ganhará as vitrines das principais concessionárias europeias em setembro.

Além do ABS, o lançamento da BMW conta com Controle de Estabilidade Automático (ASC) e Ajuste Eletrônico de Suspensão (ESA). Com relação ao modelo 2012, a moto ganhou mais potência. O motor de 789 cm³, com refrigeração líquida e quatro válvulas passou de 71 cavalos a 7000 rotações para 75 cv a 7.300 rpm. Juntamente com os quatro cavalos a mais, a moto ganhou em torque. Passou de 75 Nm a 4500 rpm para 77 Nm a 5.500 rpm.

Nos sistema de frenagem mais inovações. Além do ABS, o freio dianteiro conta com duplo disco de 300 mm e pinças com dois pistões. As suspensões seguem sem novidades, com garfo telescópico de 41 mm na frente e amortecedor traseiro com ajuste de pré-carga.

A moto, de 209 kg em ordem de marcha, apresenta controles com design renovado, faróis na frente do bloco, luz traseira em LED, manoplas aquecidas e um novo para-brisa. E quem quiser ainda mais pode optar pela versão Confort, que inclui computador de bordo e mais uma série de siglas tecnológicas.

Além da F 700 GS, a BMW irá lançar a versão 2013 da F 800 GS, também para setembro na Europa.

7 COMENTÁRIOS

  1. Pelo que estou vendo o pessoal acha que a bmdabrio ta fazendo um verdadeiro sangangum de motas.E simpres,sertao para quem quer encara um trai mais pesadinho e a 700 mais para estrada e trai de leve,gs650 a mesma coisa.As duas podem ser pilotadas por nossas maravilhosas mulhers.A f800gs e uma que encara bem estrada e melhor ainda trai e a rainha a 1200 que e um comforto so na estrada e encara um trai pesadinho tambem so que o piao tem que te braço.
    BMdabrio, quem nao tem grana para compra uma, conta historia.

  2. Não há salada alguma!
    Tem muita gente confundido o motor monocilindrico GS 650 G (antigo Gs 650 F) com o bicilindrico “650” (na verdade 800cc) que por ter dois cilindros foi chamado de GS 650 F, antiga denominação do mono que equipava as antecessoras das atuais GS 650 monos. A bicilindrica “650” veio para substituir as GS monos que estiveram fora do mercado e deveria ser a natural opção para as mulheres. Agora a “650” F vira “700” F e é destinada a um público que não é muito interessado em pilotagem “off”. E, por outro lado, com esta nova configuração, acaba-se de vez com a “confusao”

  3. Complicou a minha vida agora… Estou para comprar a Gs 650 sertão, mas agora fiquei com uma dúvida danada. Será que a BMW vai lançar uma GS700 com as mesmas características off-road da Sertão e depois vai tira-lá de circulação? Não sei se aguardo o lançamento ou fecho os olhos e compro a sertão.

  4. A F 700 GS vai decolar somente se for produzida no Brasil, pois com os pesados iempostos fica inviável comprar uma importado. Pergunto se a BMW deu alguma pista de fabricar a F 700 GS em Manaus.

  5. Uma dos conceitos de mercado da BMW é fazer pequena mudanças em seus produtos, justamente para melhorar mais ainda o que é ótimo, inteligente, agregando sempre um público específico que não gosta de ver o seu Hobby desvalorizar 50% em quatro anos ou até mais!
    Mas, concordo com o nosso amigo acima, porque esta salada? Canibalização produto? Estratégia de reposionamento com aproveitamento de peças defasadas ou algo parecido?
    Creio que não tem nada errado, somente confuso para nós que não temos a visão total da marca no Brasil…Pra falar a verdade o Marketing das fábricas de moto são difíceis de entender.

    Será que a nova F 800 completa não vai canibaizar a GS 1200?

  6. mais uma GS … não entendo muito o conceito da BMW em variar tanto um produto destinado a um público em comum ( viajantes aventureiros ) , não seria suficiente a F 800 GS , tendo em vista também as G 650 GS e Sertão ? isso sem contar a mais distinta R 1200 GS … isso aí está virando uma salada alemã … por que não desenvolvem uma 250 para competir no BRASIL ? Isso sim seria definitivamente uma bela surpresa e uma ótima aposta …Sem falar que eles ainda não tem uma 600 supersport … aproveitando para dizer que muitos acreditam que a S1000 RR já nasceu vencedora mas será ? a S 1000 é fruto de muito desenvolvimento em modelos menos sucedidos da própria marca , e também a meu ver , o sucesso desse modelo deve-se as intenças pesquisas especialmente em cima da bikes nipônicas , essas sim , motos que vem sendo desenvolvidas a anos no mercado e nas pistas , a história comprova isso .

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


− 4 = dois