BMW G 310R vai bem na cidade, mas falta fôlego na estrada

0
405

Ágil e econômica no uso urbano, a compacta naked da marca alemã tem desempenho modesto e pouca autonomia para viagens

BMW_G310R_02_2017
Com design moderno a BMW G 310 R é vendida nas 39 concessionárias da marca alemã

TEXTO: Aldo Tizzani / Agência INFOMOTO
FOTOS: Doni Castilho / Agência INFOMOTO

BMW G 310R vai bem na cidade, mas falta fôlego na estrada

Nova porta de entrada ao mundo BMW, a G 310 R é uma moto ágil, confortável e segura, isso sem falar em seu estilo moderno, que deve despertar o desejo no público jovem. Outros atrativos são o motor de um cilindro com 34 cv de potência máxima e sua ciclística refinada, digna de motos de maior capacidade cúbica – suspensão invertida na dianteira e freios a disco com ABS em ambas as rodas. A caçula da família BMW custa R$ 21.900 e está disponível em três opções de cores: branco, preto e azul. É, hoje, a moto mais barata da marca alemã em todo o mundo.

BMW_G310R_15_2017
O motor monocilíndrico de 34 cv de potência e cilindro posicionado de forma invertida
BMW_G310R_09_2017
Na dianteira a G 310 R traz suspensão invertida, freios a disco e sistema ABS

 

BMW_G310R_01_2017920183323
Mini naked da BMW, a G 310 R custa R$ 21.900

De cara, alguns detalhes chamam a atenção: design moderno, freios com flexíveis em aço (Aerokip), lanterna traseira de LED e um bom nível de acabamento. Montado sobre a G 310 R o assento baixo e confortável, o painel de instrumentos 100% digital – com indicador de marcha, consumo instantâneo e médio, data, entre outras informações – também se destacam.

BMW_G310R_14_2017jpg
A moto de entrada da BMW conta com assento confortável e com três alturas
BMW_G310R_12_2017
No modelo mais barato da linha BMW a lanterna traseira é de LED
BMW_G310R_11_2017
Com aparência de um smartphone, o painel é 100% digital e traz múltiplas informações

Após o primeiro contato com o modelo em seu lançamento em uma pista fechada, levamos a compacta naked para seu habitat natural: as ruas e avenidas das grandes cidades. Ergonômica, a G 310 oferece uma boa posição de pilotagem com braços semiflexionados e pedaleiras recuadas.

BMW_G310R_08_2017
Ergonômica, a BMW G 310 R oferece uma boa posição de pilotagem

Em função do desenho do tanque de combustível, com capacidade para 11 litros e bocal aeronáutico, o piloto “encaixa” as pernas com facilidade. Quando o “start” é dado e a moto começa a ganhar velocidade, o guidão largo ajuda na condução. As mudanças de direção são leves e precisas.

Ciclística refinada

Se a moto é divertida e ágil no ambiente urbano, grande parte de sua “ginga” deve-se à ciclística. Suspensão e freios estão ancorados em um chassi tubular. Na dianteira, garfo telescópico invertido com tubos de 41 mm de diâmetro e 141 mm de curso. O monoamortecedor traseiro é fixado diretamente na robusta balança de alumínio, e tem curso de 131 mm com précarga da mola ajustável em 10 posições. Traduzindo: a arquitetura do conjunto faz esta moto absorver bem os impactos com o piso.

BMW_G310R_10
Tradicional, o conjunto óptico dianteiro traz lâmpada convencional

O conjunto equilibrado faz com que a moto “drible” os carros com facilidade e conta ainda com um bom ângulo de inclinação nas curvas. O limite são mesmo as pedaleiras.

BMW_G310R_04_2017
Equilibrada, a nova moto da BMW contorna curvas com muita facilidade

Em um ambiente caótico, como o trânsito carregado da cidade de São Paulo, a G 310 R é uma moto controlável, fácil de pilotar e segura, graças aos freios a disco e ABS em ambas as rodas. Na dianteira, por exemplo, grande disco de disco simples de 300 mm de diâmetro, “mordido” por pinça de fixação radial, como nas motos mais sofisticadas e potentes. Você já sobe na G 310 sabendo que, se precisar, os freios darão conta do recando, mesmo em uma situação extrema.

Para completar, a pequena BMW adotou rodas de liga-leve de 17 polegadas, calçadas com pneus de perfil esportivo sem câmara. Outro fator contribui para esta agilidade no trânsito: o peso de apenas 158,5 kg em ordem de marcha.

BMW_G310R_06_2017
O modelo se apresentou muito ágil e fácil de pilotar em ambiente urbano

Motor invertido

Quando o motociclista olha o motor da nova BMW, uma dúvida fica no ar. Por que o monocilíndrico de 34 cv de potência e 313 cm³ de capacidade está invertido e inclinado para trás? O sistema de escapamento também sai da parte de trás do motor, sem aquela curva na parte frontal do propulsor.

BMW_G310R_13_2017
O escapamento ‘careta’ da G 310 R destoa do restante do conjunto

A solução foi adotada pela BMW para baixar o centro de gravidade, diminuir a vibração – característica dos monocilíndricos – e aproveitar melhor o combustível, pois a inclinação aprimora o fluxo de gasolina.
Já a apenas 2.500 giros há força, ou seja, torque para a moto ganhar velocidade. A partir dos 5.500 rpm, o propulsor desperta e oferece uma pilotagem mais divertida. Mas a ‘brincadeira’ começa mesmo acima dos sete mil giros e o ronco médio-grave instiga o piloto a girar o acelerador com mais vontade. Em percurso misto – 70% cidade e 30% estrada –, a média de consumo foi de 26 km/l: autonomia de quase 290 quilômetros.

BMW_G310R_07_2017
O motor de cilindro único consegue transferir força para a roda já a partir dos 2.500 rpm
BMW_G310R_05_2017
O motor da BMW G 310 R tem melhor desempenho a partir dos 5.000 rpm

Na estrada

E por falar em viagens, o desempenho da G 310 R na estrada deixa um pouco a desejar. A 140 km/h já está perto do limite e o motor vibra demais. Embora a concepção da moto privilegie o uso urbano, o motociclista também poderá usá-la em áreas metropolitanas, para se deslocar entre cidades vizinhas. Mas, se a ideia foi fazer longas viagens, talvez a G 310R não seja a melhor opção.

BMW G 310R – FICHA TÉCNICA

Motor Monocilíndrico, 4 válvulas, comando duplo no cabeçote e arrefecimento líquido
Capacidade cúbica 313 cm³,
Diâmetro x curso 80 mm x 62,1 mm
Taxa de compressão 10,6:1
Potência máxima 34,47 cv a 9.200 rpm
Torque máximo 2,85 kgf.m a 7.500 rpm
Câmbio Seis marchas
Transmissão final Corrente
Alimentação Injeção eletrônica
Partida Elétrica
Quadro Tubular em aço
Suspensão dianteira Garfo telescópico invertido 41 mm de diâmetro com 140 mm de curso
Suspensão traseira Monoamortecedor com 131 mm de curso e multiajustável
Freio dianteiro disco simples de 300 mm de diâmetro, com pinça de fixação radial e cáliper de quatro pistões e ABS
Freio traseiro Disco simples de 240 mm de diâmetro com pinça pinça flutuante de dois pistões e ABS
Rodas e Pneus 110/70 R 17 (Diant.) e 150/60 R 17 (Tras.)
Comprimento 2.005mm
Largura 820mm
Altura 1.080mm
Distância entre-eixos 1.366mm
Altura do assento 785mm
Peso em ordem de marcha 158 kg
Tanque de combustível 11 litros
Cores Branco, preto e azul
Preço R$ 21.900

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


3 × = vinte quatro