BMW F 800 GS ganha versão Triple Black

10
341

Fotos: BMW Motorrad

Depois de lançar a edição especial Triple Black da R 1200 GS, é a vez da F 800 GS também ganhar um novo visual em tons de preto.

Com uma proposta de elegância, as bengalas e aros dos pneus ganham um preto metálico.O quadro leva um cinza granito fosco e o braço oscilante ganhou a cor prata fosco. Fora isso, a moto continua tendo todas as características das demais F 800 GS.

O preço da moto na Europa fica em torno de 10 mil euros, e o lançamento dela está agendado para o dia 01 de setembro na Espanha.

10 COMENTÁRIOS

  1. Caro Raul,

    Li seus comentários, muito detalhado por sinal, obrigado. Realmente já estou Dr. sobre a F 800 GS, mas ainda não pude pegar a minha, (motivo=detalhes), mas com certeza início de 2013 estarei podendo dar informações que presenciei na prática, pretendo esperar o modelo com suspensão eletrônica e contole de tração.

    Um grande abraço.

  2. Bom dia amigos. A minha foi faturada na sexta feira de carnaval. Não pude ir buscá-la. Imaginem a minha ansiedade. Sempre tive “Bikes”. Agora resolvi mudar de estilo. Fiz um teste drive e gostei muito, mas nada como sair por ai sem destino. Só ouço falar coisas boas desta big trail. Bem, é isso. Assim que fizer minha primeira viajem retorno com notícias.
    Abraços.

  3. Caro Faustino,
    Demorei voltar aqui, para dar-lhe as informações pedidas.
    Hoje, depois de tanto tempo e muitas F 800 GS rodando por aí, você já deve ser doutor naquilo que se refere a esta maravilhosa máquina de fazer alegria.
    Mas, não custa nada reforçar as suas prováveis informações: Mesmo com o aro 21 a frente em alta velocidade mantem-se grudada e come curvas com segurança e sem dar-nos sustos; mais econômica do que muitas maxtrail de menor porte, como a XT 660 por exemplo – claro que depende da “mão”, – porém rodando até 140 km/h chego a fazer 22, ou mais até, por litro; desempenho acima da média (têm-se a impressão de que possui mais potência do que a declarada pela BMW – acho que é uma extratégia para que a moto em questão não “vampirize” a 1200, e, apesar da sua suavidade é só enrolar o acelerador que ela responde espontâneamente sem as patadas do indócil 660; muito linear e a aceleração sem “buracos” responde à altura e em qualquer regime de marcha, das seis disponíveis, o torque é vigorosoe abundante, com retomadas instantâneas, chegando ao ponto de supreender muitos motoristas desavisados nas ultrapassagens em rodovias; chega fácil aos 200 km/h mesmo em se tratando de um bi-cilindrico; o som que sai pelo exaustor é encantador tanto que chama a atenção de quem está acostumado com os quatros cilíndros; No asfalto com os pneus originais vai bem, entretanto, com pneus mais off nas trilhas e estradas de chão não tem rival;
    no trânsito flui e serpenteia entre os automóveis que é uma beleza (e olha que o trânsito em Gym é pesado);
    ELA possui um grave defeito pois é viciante e só se controla (não se cura) o vício adquirido, com mais estrada – até hoje, de vez enquando desço até a garagem só para dá mais uma admirada nas suas formas encantadoras; não passa despecebida nem diante dos olhos de quem esbraveja e diz que “odeia” motos (não sabem o que perdem com isso)etc e etc…e o melhor: possui um computador de bordo competíssimo que só falta xingá a gente: aquecedor de mão; freio ABS extremamente potente, porém, bem dosado e desligável; tem-se a pção de um banco mais confortável, no entanto, prifiro o mais alto e menos conforatável…
    Emfim, poderia tomar um tempão seu e não esgotaria sua qualidades.
    Realize seu sonho, adquira a sua e descubra que (plagiando um amigo meu): “com a F 800 GS não existe horizontes”…

  4. Eu sou um apaixonado por motos. Quando vi a F800 pela primeira vez disse a mim mesmo: É ela. Me apaixonei. Mas ainda não tenho condições de ter uma. Porém o tempo é meu aliado e assim que tiver todo dinheiro vou comprar uma para mim.

  5. Eu fui o primeira a pegar a F 800 Gs “brasileira”, aqui em Goiânia.
    Optei pela preta com laranja e não me arrependi. Aliás, pela qualidade superior da moto em questão, pouco interessa a cor. Estou extremamente contente com a “perfeição” que é essa maravilha. Qualquer cor nela cai bem.

    • Caro Raul,

      Li seu comentário sobre sua aquisição da F 800 GS Laranja, gostaria de algumas informações sobre essa maravilhosa máquina pois estou prestes a adquirir uma, no máximo até meio do ano ke vem (2012) pego uma.

      Por favor, passe o máximo de informações possíveis, consumo, desempenho na estrada, retomada, comportamento em alta, se ela tem a frente muito leve, autonomia, enfim, vc que é um privilegiado de tyer uma, me enriqueça com esses detalhes tão importantes.

      Agradeço a atenção dispensada.

  6. Minha única dúvida é quando ela chegará e qual será o preço da TripleBlack aqui na República das Bananas. Ia de Versys, mas agora com a nova cor (preta) da 800GS fico na BMW.

  7. Gosto de ter motos pintadas com cores vivas. Além de melhorar o astral, contribui para ser visto pelos carros. Particularmente gosto mais da cor amarela/preta ou laranja preta.

  8. BMW = moto dos sonhos.

    Um dia terei uma, mas ainda prefiro a laranja! Tive a oportunidade de pilotar a 1200 preta. Não gostei muito. Acho que a cor preta não caiu bem nela.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


+ seis = 10