BMW C 600 SPORT – Testamos a Maxiscooter da BMW

2
902

BMW C 600 SPORT – Testamos a Maxiscooter da BMW. Confira as impressões por J. Dionysio.

22_c600

Fotos: J. Dionysio

BMW C 600 SPORT

Apenas 100.

Este foi o número de felizes, sortudos e abastados que conseguiram comprar um dos maxiscooter mais desejado do mercado.

Durante o ano passado as concessionárias da marca abriram fila de espera para o modelo e não eram todas as revendas que estavam comercializando a scooter.

Apesar da dificuldade de encontrá-lo e preço elevado R$ 52.000,00 (seu concorrente direto a Yamaha T-Max 530 custa R$ 42.500,00), a fila de espera nas revendas na marca era grande.

Suas linhas trazem uma forma moderna e diferenciada, saindo da mesmice que encontrávamos no segmento. A adoção de uma ampla carenagem com linhas retas, curvas acentuadas e quinas bem pronunciadas, torna a C 600 única em seu design e mostra o bom gosto alemão.

13_c600

Um excelente acabamento e tato, somados a utilizações de peças novas e outras que lembram os modelos da marca, fazem um jogo entre a novidade e o tradicional. Os faróis duplos com luzes diurnas em LED são novidade, enquanto a lanterna traseira em É, semelhante da F 800 GS e o suporte de placa e piscas traseiros lembram a da S 1000R.

12_c600

Seu design limpo, sem utilização de grafismos e cores extravagantes, dá um ar de sobriedade. Seus contrastes ficam por conta de pequenas superfícies cinza claro e o preto de sua parte central.

O belo e completíssimo painel de instrumentos que mescla o digital e o análogo de forma a tornar sua leitura bem fácil.

O grande velocímetro analógico com fundo preto localizado no lado esquerdo, se contra põe as inúmeras informações digitais do computador de bordo e dois gráficos de barras para combustível e conta giros. Para quem gosta de informação, o scooter bávaro não vai decepcionar. Você irá encontrar, desde a temperatura externa, pressão de pneus, conhecido como RDC, odômetro total, autonomia, hora entre muitas outras funções.

6_c600

Itens de conforto para o piloto não faltam. A bolha é regulável em três posições diferentes (manualmente). Os manetes de freio possuem ajuste de distância para proporcionar um bom “grip” independentemente do tamanho da mão do condutor. Os punhos de comandos são semelhantes aos dos outros modelos da marca. Neles encontramos facilmente os acionadores de ignição, farol alto e baixo, luz diurna, piscas e mais um “mimo” para o piloto, aquecimento de manoplas. Desta vez em 3 estágios; mormo, quente ou automático, que entra em ação abaixo dos 15°C e regulado automaticamente levando em conta a velocidade do scooter e a temperatura externa.

15_c600

Abaixo do painel, temos dois compartimentos para pequenos objetos, sendo que, em um deles está localizada uma tomada 12V, que incrivelmente vem do padrão automobilístico e não aquela tomada de força de diâmetro menor que encontramos nas motos da marca. Este compartimento (do lado esquerdo) se tranca automaticamente quando travamos o guidão.

3_c600

Descendo no sentido longitudinal, temos o acesso ao tanque de combustível com capacidade de 16 litros que proporciona uma excelente autonomia de quase 300km. A abertura para abastecimento se faz pressionando e girando a chave de ignição para o lado esquerdo. Caso você faça a mesma operação, porem girando para o lado direito, abrirá o amplo e confortável banco com apoio lombar, e ficará maravilhado com o espaço e soluções criadas pelos engenheiros alemães. O espaço sob o assento possui iluminação de cortesia e é todo forrado, acomodando com facilidade um capacete e uma mochila.

7_c600

8_c600

Uma vez o scooter parado, o piloto pode acionar o sistema Flexicase que amplia o espaço para baixo, como um fole, em direção a roda traseira permitindo a colocação de um segundo capacete. Acionada a trava do sistema Flexicase , um sistema eletrônico impede a partida da moto com o compartimento sanfonado aberto. A C 600 Sport não dá partida, além de acender uma luz de aviso no painel indicando que o compartimento esta expandido.

23_c600

Acionado a ignição, sentimos bem sob nossos pés o motor dois cilindros com pistões inclinados a 70°, quatro válvulas, 647 cm³ com arrefecimento a líquido e potência de 60 cavalos e 6,73 kgfm de torque, ronronando silencioso. Mas bastou girar o acelerador e colocar a scooter em movimento que ela se mostrou um tanto ruidosa.

Para quem está acostumado em andar de scooter, vai estranhar um pouco o barulho do motor até que se chegue a velocidade desejada, mas isto tem uma explicação. Diferentemente de todos os scooter comercializados aqui (com exceção da T Max que possui o mesmo sistema), o motor e o câmbio CVT se encontram posicionados bem à frente da scooter, proporcionado uma melhor distribuição de peso e o responsável pela excelente ciclística que ela possui. A C 600 Sport possui um comportamento dinâmico bem similar ao de uma motocicleta, devido a esta distribuição de massas e localização do motor e transmissão. Resumindo, você está sentado e com os pés sobre o motor e por melhor que sejam as proteções acústicas sempre o ruído acaba passando. E além do mais não estamos falando de motorzinho de 150 ou 300cc e sim um bicilíndrico de 650cc.

Apesar do barulho do motor, a arrancada e o desempenho do C 600 Sport surpreende. O torque impressiona muito e permite viajar em rodovias em boa velocidade realizando ultrapassagens com total segurança. Ele responde de forma rápida e quando se atinge os 4.000rpm, parece entrar em outro estágio de aceleração subindo a velocidade mais rápido ainda.

Neste conjunto mecânico, se destaca a precisa transmissão CVT com embreagem centrífuga automática, que permite uma condução suave e respostas rápidas e sem trancos. A transmissão final é por corrente, que fica em uma caixa selada em banho de óleo.
Devido ao seu peso, 250 kg em ordem de marcha e seu longo entre eixos, 1.590mm, sua condução em baixas velocidades e em trânsito pesado requer um pouco mais de experiência.

Apesar de muito confortável e amplo, o assento é um pouco alto (800mm) para a maioria dos motociclistas. Somando-se isso o peso e dimensões do C 600 Sport, alguns pilotos de baixa estatura poderão encontrar uma pequena dificuldade de adaptação a sua condução.

O conjunto de suspensões da C 600 Sport surpreendem assim com sua performance. Na dianteira as bengalas são invertidas com o curso de 115mm, que dão conta do recado, transmitindo excelente dirigibilidade e conforto.

19_c600
Na traseira conta com monobraço com 115 mm de curso e ajuste da pré-carga da mola. Este ajuste requer uma ferramenta e não é tão fácil de realizar como da maioria dos modelos da marca.

11_c600

14_c600
O conjunto se completa com largos pneus aro 15´, 120/70 ZR 15 na dianteira e 160/60 ZR 15 traseira.

Todo esse conjunto que acelera e anda muito bem precisa parar e para isso conta com dois discos de 270 mm na frente e disco simples de 270 mm atrás, ambos de excelente tato e bem dosados, garantindo uma boa resposta de frenagem e muita segurança graças ao ABS de série. Um detalhe legal, quando baixamos o descanso lateral, o freio traseiro é aplicado imediatamente, operando com um freio de estacionamento. Mais uma boa sacada que permite ao piloto estacionar seu scooter em um declive sem risco do mesmo iniciar uma descida que com toda certeza acabaria no chão.

Resumindo, a C 600 Sport é uma experiência única para quem procura um scooter que soma agilidade e praticidade em deslocamentos urbanos,  e proporciona desempenho, conforto e esportividade para longas viagens.
O conjunto de um excelente motor, um bem projetado e rígido quadro, suspensões bem calibradas, potentes freios e uma distribuição de peso que privilegia um centro de gravidade baixo, faz com que o C 600 Sport seja o melhor de dois universos, trazendo todos os benefícios e conforto de uma scooter e a ciclística e performance de uma motocicleta.

Se você gostou ou ficou curioso por conhece-lo melhor, ai vai uma boa notícia: no fim de março ele chega novamente nos concessionários da marca, desta vez acompanhado de seu “irmão” o C 650 GT.
A diferença entre eles? Isso fica para uma próxima matéria.

As cores adotadas são as básicas: Branco sólido, Azul metálico fosco e Preto metálico.

5_c600

1_c600

9_c600

18_c600

>>Visite a nossa loja de motos

2 COMENTÁRIOS

  1. Melhor teste que vi desse Scooter, nenhum dos outros sites mostraram as soluções como o compartimento expansível desse Scooter.
    É uma opção bem cara, mas é válido pra quem quer andar na cidade e viajar com conforto!

  2. É UMA BELA SCOOTER MAS É UMA PENA QUE A BMW NÃO ESTEJA INVESTINDO NUMA SCOOTER DE 3 RODAS COMO A YAMAHA FEZ,ESSE É UM MERCADO COM ENORME POTENCIAL E CARENTE AQUI NO BRASIL.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


sete − = 3