Bimota Tesi 3d ganha versão “naked” na Europa

6
1623
Bimota

Foto: Divulgação

A fabricante italiana de motocicletas Bimota também teve sua participação no Salão de Milão. A empresa está lançando o modelo Bimota Tesi 3d Naked 2013, uma versão “descarenada” da Bimota Tesi 3d. A moto foi criada na década de 1980 como um projeto de conclusão de curso do engenheiro Pierluigi Marconi, mas o seu design se enquadra perfeitamente para os dias atuais, e agora acabou de ganhar uma versão “naked”.

Segundo dados divulgados pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), a Bimota Tesi 3D é uma das motocicletas mais caras do Brasil, custando R$ 121.960,00. O modelo apresenta motor de 1.100 cm³ e parte do chassi é feito em fibra de carbono. A suspensão dianteira é um dos destaques: do tipo pull-rod, ela trabalha com braços de sustentação horizontal e dispensa as tradicionais bengalas. Curioso também é o sistema de direção, acionado por barras e terminais que fazem com que só a roda seja direcionada para os lados.

6 COMENTÁRIOS

  1. queria que mais empresas apostassem nesse sistema de suspensão dianteira. mesmo com o estado rudimentar atual dessa tecnologia ela já elimina quase todos os problemas dos garfos telescópicos, imagina se houvesse pesquisa pesada das grandes fábricas e concorrência real.

  2. bom dia tenho 53 anos tenho moto desde 13 anos nao entendo porque as motos custao tao caras,tudo bem sao os impostos,cobrados pelo governo,ja passou da hora de ser revisto,estes impostos,e nao colocar uma materia de moto deste valor,que e completamente fora da realidade,nao se conseque fazer o seguro de uma horbet que custa 33 mil.po nos gostariamos que fosem cobrados preços justo um abraço jose paulo.

    • Paulo;

      O problema do “custo Brasil” é o efeito cascata.
      Se o governo cobrasse 40% só do fabricante e seu produto final, ainda estaria carissimo mas razoável.

      Mas as marcas contratam e compram peças terceirizadas.

      Na sua moto por exemplo, pneu, aro, corrente, luzes, etc..etc…são de outras empresas que vendem para a marca da sua moto, e para cada peça dessa, seja um simples parafuso o governo cobra lá seus quase 50%.

      E depois da moto montada cobram sobre o produto final novamente;
      Impostos Estaduais na casa dos 12%
      Impostos Federais na casa dos 30%

      E na porta da loja lá estão os otários como eu e você pagando a vida de luxo deles. Uma palhaçada sem dúvidas.

  3. Pode ser cara, pode ser boa mas na boa que negócio esquisito, eu não ariscaria andar nisto ai não!
    Com tantas partes móveis, a possibilidade de ocorrer falhas e comprometer a segurança é muito grande, desculpe posso estar dizendo bobagem mas é o que eu acho! Abraço!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


dois + = 4