Aviso as mulheres!

1
2295

Domingo, dia sem previsão de chuva, não que isso sirva de pretexto para eu sair com minha moto, mas, sem ela, um ingrediente a mais para um longo passeio de motocicleta.

Tranqüilidade para degustar coxinhas

Resolvi dar uma esticada até Matão, interior de São Paulo, para encontrar amigos, já que o fiel leitor Diego, vulgo Cipó, organizou um encontro no Bar e Mercearia “Coxinhas Douradas” em Bueno de Andrada – distrito de Araraquara.

Foram exatos 659,1Km rodados em estradas de excelente pavimentação, sem cobrança de pedágio e muita moto na estrada. Na ida, como fui sozinho, percorri Bandeirantes, W. Luiz e a Brigadeiro Faria Lima, passando por Araraquara, na saída para Silvania chega-se facilmente ao destino, já que não ando com GPS e nem tentei ir por dentro de Araraquara. Na volta, com amigos que conheciam o caminho, fomos por dentro da cidade e acessamos rapidamente a W. Luiz.

Tirando o fato de que o passeio vale a pena, o que me deixou mais perplexo, além da quantidade de motocicletas nas rodovias e postos de abastecimento, foi a quantidade imensa de mulheres na garupa de seus companheiros sem qualquer equipamento. O engraçado que as poucas que encontrei pilotando estavam corretamente equipadas.

Minha compreensão diz que essas mulheres nas garupas sem equipamento estão começando no mundo de duas rodas.

Garupa sem equipamento e com medo! Foto: Blog do Amaral

Confesso que é lindo ver uma mulher na garupa ou pilotando com o mínimo de roupa, chega a ser erótico, mas em minha opinião a mulher, especialmente a brasileira, consegue passar sensualidade e beleza mesmo quando está equipada para andar de moto.

O mais estarrecedor é que na grande maioria, o piloto, provável marido, namorado ou rolo, estava devidamente equipado. Passei por uma Suzuki GSX-R1000 cujo piloto estava de macacão de couro, bota, luvas e capacete de motogp e sua garupa de calça jeans, tênis e uma blusa que deixava as costas totalmente desnuda, sem luvas, com um capacete de quinta categoria.

A mulher tende a ser mais cuidadosa, não há dados estatísticos, mas é mais racional que o homem e por esta razão que escrevo agora.

Mulheres equipem-se!!!

Se o marido ou namorado chama-la para um passeio de motocicleta, exija, antes de qualquer coisa equipamentos de primeira linha igual ou de melhor qualidade do companheiro. Compre um bom capacete bem cotado na Sharp e com selo do INMETRO, exija no mínimo uma calça jeans com proteção, jaqueta ventilada, luvas e bota. Bota pode ser qualquer uma acima do tornozelo.

Parafraseando Vinícius de Moraes: “As feias que me desculpem, mas beleza é fundamental”. É triste demais ver uma bela mulher com o corpo esfolado pelo asfalto.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


× 8 = vinte quatro