4 dicas ao motociclista para levar garupa

0
194

Confira o que muda no comportamento da motocicleta e quais ajustes devem ser feitos na moto e na pilotagem para transportar passageiro com segurança em 4 dicas preciosas.

GARUPA_1_2017
Garupa deve estar sempre equipado, com o corpo próximo ao piloto e segurando as alças. Foto: Mario Villaescusa

TEXTO: Cicero Lima / Agência INFOMOTO
FOTOS: Agência INFOMOTO

4 Dicas para levar garupa

Muita gente leva namorada (o), marido, esposa, amigo (a) na garupa da moto. O ato de camaradagem ou necessidade de transportar outra pessoa na sua motocicleta exige, entretanto, atenção e responsabilidade. Por isso elaboramos algumas dicas para levar garupa na sua moto sem dor de cabeça:

1- Pilotagem

Primeiramente, é preciso não se “esquecer” que há alguém além de você na moto e adaptar sua forma de pilotagem. Evite acelerações e frenagens bruscas. O ideal é soltar a embreagem e acelerar gradativamente nas partidas; o mesmo deve ser feito nas frenagens e até mesmo em curvas.

GARUPA_2_2017
Ao frear pressione primeiro o freio traseiro para não dar um tranco na garupa
GARUPA_3_2017
Acelere progressivamente quando transportar garupa

2- Ajuste sua moto

O aumento de peso altera a geometria da moto. O farol, por exemplo, perde sua eficiência pois o facho de luz passa ser projetado para o alto. Isso é fácil de resolver, basta regular o farol. Os retrovisores também devem ser ajustados.
Como a carga é maior, os pneus devem ser calibrados com a pressão sugerida pelo Manual do Proprietário, para evitar maior desgaste e consumo de combustível – ou até mesmo um acidente. Afinal, pneus murchos com peso excessivo podem “sair” da roda em curvas.

A grande maioria das motos oferece regulagem da pré-carga da mola na suspensão traseira para manter o conforto e suportar o aumento de peso sem chegar ao fim de curso. Em alguns casos é necessário conferir a tensão da corrente de transmissão – que pode ficar mais esticada por conta do peso extra.

Outro item importante para a segurança e conforto da garupa é a perfeita fixação das pedaleiras. Elas não podem estar tortas ou “balançando”, pois podem causar desconforto ao passageiro e ainda correm o risco de caírem pelo caminho.

3- Garupa equipada

Da mesma forma que o piloto, a garupa deve estar vestindo os equipamentos de segurança: calça, jaqueta, botas, luvas e, é claro, o capacete. Se não houver todo o equipamento disponível, pelo menos, que a garupa use calça longa e calçados apropriados. Nada de rodar de chinelo por aí.

GARUPA_6_2017
De acordo com a lei é infração gravíssima transportar crianças com menos de 7 anos na garupa

Outro detalhe importante é que, embora seja comum em cidades pequenas, transportar crianças abaixo de sete anos em motocicletas é infração gravíssima. E a moto é um veículo homologado para levar apenas duas pessoas: piloto e garupa!

4- Oriente a garupa

Caso o passageiro nunca tenha andado de moto, converse com ele (ela) antes de rodar. Oriente-o a sentar o mais próximo de você para não desequilibrar a moto. Porque, caso ele fique muito afastado, a dianteira tende a ficar leve, o que dificulta o controle em baixa velocidade. Garupas sem experiência tendem a querer colocar os pés no chão quando a moto para. Avise-o que isso pode derrubar vocês dois.

GARUPA_4_2017
Oriente o passageiro a acompanhar seus movimentos nas curvas
GARUPA_5_2017jpg
A garupa não deve apoiar os pés no chão quando o motociclista parar no semáforo, por exemplo

A garupa deve se segurar firme no piloto ou nas alças de apoio, mas não deve ficar tenso. Também é preciso que ele fique atento para que o corpo não se desloque para a frente em frenagens mais bruscas.

Por conta do medo, alguns passageiros jogam o corpo para o lado oposto da curva – como se tentasse levantar a moto inclinada. Isso pode levar o piloto a perder o controle em uma curva e até cair.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


× cinco = 15